Brasil

Banco Mundial emprestará US$ 500 milhões para o Brasil atingir metas climáticas

‘Brasil tem um potencial significativo para se tornar um líder global na transição para uma economia de baixo carbono’, afirmou o diretor do Banco

23/12/2022 17h14
Banco Mundial emprestará US$ 500 milhões para o Brasil atingir metas climáticas
Foto: Felix Mittermeier/Pexels

A diretoria do Banco Mundial aprovou, no final da quinta-feira (22), um projeto que visa emprestar 500 milhões de dólares para o Brasil. Conforme a agência britânica de notícias, Reuters, o projeto tem como objetivo expandir o financiamento vinculado à sustentabilidade e fortalecer a capacidade do setor privado brasileiro de acessar os mercados de crédito de carbono e ajudar o país a conter o desmatamento e atingir outras metas climáticas, além de oferecer benefícios “robustos” de mitigação.

“Até 90 milhões de tCO2e em reduções de emissões são esperados até 2030, o equivalente a cerca de 4,5% do que o Brasil precisa para se manter no caminho certo com seus compromissos de zero emissões líquidas”, disse o Banco Mundial.

À Reuters, o diretor do Banco Mundial, Johannes Zutt, afirmou que “o Brasil tem um potencial significativo para se tornar um líder global na transição para uma economia de baixo carbono”. “Para isso, é necessária uma ação urgente para complementar as intervenções públicas com soluções e financiamentos privados”.

Os créditos de carbono são gerados através de atividades como o plantio de florestas ou a retirada do ar de dióxido de carbono prejudicial ao clima. Esses créditos são vendidos aos poluidores para compensar suas emissões como forma de ajudá-los a limitar o aquecimento global.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Brasil
Em recuperação judicial, Americanas encerra serviço de televendas

Em recuperação judicial, Americanas encerra serviço de televendas

Clientes poderão conferir ofertas e promoções através do site e aplicativo da empresa...
Brasil
Americanas inicia demissões no Rio de Janeiro e em Porto Alegre

Americanas inicia demissões no Rio de Janeiro e em Porto Alegre

Os cortes devem ocorrer, principalmente, devido à necessidade de fechamento de lojas
Brasil
INSS começa a pagar aposentadoria acima do piso com 5,93% de reajuste

INSS começa a pagar aposentadoria acima do piso com 5,93% de reajuste

O calendário vai até o dia 7 de fevereiro.