Bahia

Bahia Sem Fome investe 50 milhões em tecnologias de acesso a água

Com um investimento de mais de R$ 50 milhões, a iniciativa tem como propósito fortalecer a segurança hídrica e alimentar no Semiárido baiano.

24/03/2024 09h44
Bahia Sem Fome investe 50 milhões em tecnologias de acesso a água
Foto: divulgação/BA

O Governo do Estado anunciou a implantação de 1.125 cisternas calçadão de 52 mil litros e 1.722 barreiros trincheira familiar em 45 municípios do estado através de 15 lotes, como parte do Programa Bahia Sem Fome, em evento realizado no Parque da Lagoa do Abaté, em Salvador. Com um investimento de mais de R$ 50 milhões, a iniciativa tem como propósito fortalecer a segurança hídrica e alimentar no Semiárido baiano.

Durante o evento, o governador enfatizou a importância da iniciativa para a segurança hídrica e alimentar do estado. “Água é um recurso fundamental para a vida e para a produção de alimentos saudáveis. Sem água, não há comida, não há vida. Estamos comprometidos em trabalhar para garantir o acesso a esse recurso vital e para que a sua utilização seja realizada de forma eficiente”.

Para o coordenador do Bahia Sem Fome, Tiago Pereira, o investimento representa um marco importante no trabalho que vem sendo realizado pelo Estado: “Nessa dimensão da transversalidade das políticas e da ação do Estado, a água é um eixo prioritário do Programa Bahia Sem Fome, da Política de Segurança Alimentar e Nutricional, da Política de Agroecologia e Produção Orgânica e da Política de Convivência com o Semiárido. Portanto, essa é uma das nossas principais entregas, porque a gente compreende que investir em tecnologias de água é de fundamental importância para a manutenção da vida, para a produção de alimentos saudáveis e para que a gente possa, de fato, continuar construindo a dignidade e autonomia das famílias menos favorecidas no Estado da Bahia”, afirmou Pereira.

Bahia Sem Fome lança Ciência na Mesa 3

Além do investimento em tecnologias de água, outro edital no âmbito do combate à fome, da pesquisa e inovação foi lançado nessa sexta-feira. O Ciência na Mesa 3 é uma medida que busca selecionar projetos inovadores de captação e armazenamento de água para diversas finalidades, como consumo humano, produção agrícola e cuidados com animais em áreas rurais e periurbanas. A iniciativa tem o objetivo de impulsionar tecnologias sociais que garantam o acesso à água e promovam práticas sustentáveis no campo, a partir das cinco linhas temáticas seguintes: aprimoramento de cisternas de tratamento de água para consumo humano; otimização de sistemas de captação e armazenamento de água para a agricultura familiar; tecnologias de irrigação sustentável e eficiente; promoção do uso de materiais e técnicas sustentáveis para implementação e melhorias das tecnologias sociais e inclusão digital para agricultores familiares.

Os projetos selecionados serão financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fabesp), em parceria com vários órgãos governamentais, incluindo a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti) e a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A iniciativa também conta com o apoio da Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs) e da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades).

Comentários

Leia também

Bahia
Casa cheia na abertura do São João de Serrinha

Casa cheia na abertura do São João de Serrinha

A Arena ficou pequena para a abertura do São João de Serrinha na noite desta sexta-feira,...
Bahia
Motociclista morre e dois ficam feridos em acidente na BR-324

Motociclista morre e dois ficam feridos em acidente na BR-324

De acordo com mensagens não oficiais, vítima fatal seria um morador do povoado da Malhadinha...