Bahia

Bahia lidera ranking de desemprego do país no primeiro trimestre de 2022

Estado apresentou índice com cerca de 6 pontos percentuais acima da média nacional

13/05/2022 11h01
Bahia lidera ranking de desemprego do país no primeiro trimestre de 2022

A Bahia registrou o maior índice de desemprego do país nos três primeiros meses de 2022. Com 17,6%, o estado ficou acima da média nacional, que registrou o índice 11,1% no mesmo período. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (13). 

O índice nacional e os números de 26 das 27 unidades federativas do país mostraram estabilidade quando comparado ao quarto trimestre de 2021. O único estado que registrou queda no país foi o Amapá, que recuou 3,3 pontos percentuais, passando de 17,5% no quarto trimestre de 2021 para 14,2% no primeiro trimestre deste ano.

Acompanham a Bahia no ranking de desemprego, os estados de Pernanbuco, com 17,0%, e do Rio de Janeiro, com 14,9%. Segundo o IBGE, a região do Nordeste (14,9%) se manteve com o maior índice ao longo de todos os trimestres analisados. Já o Sul apresentou o menor índice 6,5%.

O rendimento médio real do trabalhador no país foi de R$ 2.548 no no período. A média representa um crescimento de 1,5% em relação ao último trimestre de 2021. Já no Nordeste, a média foi de R$ 1.985.

Comentários

Leia também

Bahia
Parceria entre governo da Bahia e Banco do Nordeste deve ampliar programa de microcrédito

Parceria entre governo da Bahia e Banco do Nordeste deve ampliar programa de microcrédito

O objetivo é ampliar as unidades do programa e coordenar ações conjuntas entre o BNB...
Bahia
Governo federal deve autorizar BYD a herdar benefícios fiscais da extinta Ford na Bahia

Governo federal deve autorizar BYD a herdar benefícios fiscais da extinta Ford na Bahia

Chineses pleiteiam junto ao governo continuar com as facilidades fiscais ampliadas até...
Bahia
Veículos usados em autoescolas têm tempo de uso prorrogado, conforme nova lei

Veículos usados em autoescolas têm tempo de uso prorrogado, conforme nova lei

A lei nº 14.921 foi aprovada na última quarta-feira (10).