Bahia

Atirador invade colégio na Bahia e mata aluna cadeirante

O atirador foi baleado pela Polícia Militar e encaminhado para uma unidade de saúde do município

26/09/2022 10h12
Atirador invade colégio na Bahia e mata aluna cadeirante
Foto: Reprodução

Uma escola municipal de Barreiras, no oeste da Bahia, foi cenário de um homicídio na manhã desta segunda-feira (26). Por volta das 7h30, um homem encapuzado invadiu a unidade de ensino e disparou contra uma aluna cadeirante. A vítima, uma aluna do 9º ano do Ensino Médio, não resistiu aos ferimentos.

A vítima foi identificada como Jeane Brito, de 20 anos. O atirador foi baleado pela Polícia Militar e socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele foi encaminhado para uma unidade de saúde do município, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde do atirador.

Não há informações sobre a motivação do crime, mas as primeiras informações dão conta que o atirador teria invadido a escola, no momento em que os alunos se preparavam para as aulas, e atirado contra os estudantes. Não há informações sobre outros feridos.

Após o crime, pais e responsáveis dos alunos se aglomeraram em frente ao colégio, em busca de informações. A Polícia Militar também está na unidade de ensino. Informações preliminares apontam que o atirador era aluno no colégio, mas não frequentava mais as aulas. 

*Metro 1

Comentários

Leia também

Bahia
Sudec atualiza lista de municípios baianos em estado de emergência por conta de chuvas fortes

Sudec atualiza lista de municípios baianos em estado de emergência por conta de chuvas fortes

Além deles, outras 15 cidades também registraram problemas relacionados ao temporal
Bahia
Caged: Bahia foi o 2º estado do Nordeste que mais criou empregos em outubro

Caged: Bahia foi o 2º estado do Nordeste que mais criou empregos em outubro

Com 6.702 novos postos, o estado só ficou atrás de Pernambuco, que criou 8.113 empregos...
Bahia
Bahia tem cinco cidades em situação de emergência por conta de chuvas

Bahia tem cinco cidades em situação de emergência por conta de chuvas

Mais de 3 mil pessoas estão desalojadas no estado