Brasil

Após nível do lago Guaíba diminuir, centro de Porto Alegre é tomado por entulhos e lixo

A prefeitura enviou caminhões para recolher parte dos resíduos deixados pela enchente

20/05/2024 19h02
Após nível do lago Guaíba diminuir, centro de Porto Alegre é tomado por entulhos e lixo
Foto: Alex Rocha/Prefeitura de Porto Alegre

Com a queda significativa no nível do lago Guaíba na última semana, o Centro Histórico de Porto Alegre se tornou um cenário de entulho e lixo espalhado nas ruas após as enchentes que atingiram quase todo o estado do Rio Grande do Sul. Após duas semanas fechados, os comerciantes da região puderam reabrir seus estabelecimentos para avaliar os danos e iniciar a limpeza dos locais.

No último domingo (19), foram abertas três comportas para que a água retornasse ao lago Guaíba, o que contribuiu para a secagem do centro da capital gaúcha. No entanto, as ruas da Cidade Baixa, bairro boêmio da cidade, também foram afetadas pelo lixo. 

Na rodoviária da cidade, fechada há algumas semanas, o cenário não é diferente. A água deu lugar à lama, que chega a atingir o nível da calçada em algumas áreas.

Mesmo com uma pequena melhora, o nível do lago Guaíba ainda apresenta variações e houve um pequeno aumento em Porto Alegre. A Agência Nacional de Águas (ANA) informou que o nível atingiu 4,32 metros às 7h15 desta segunda-feira (20). 

*Com informações Metro 1

Comentários

Leia também

Brasil
Fila de espera do Bolsa Família atinge recorde de quase 700 mil famílias aguardando benefício

Fila de espera do Bolsa Família atinge recorde de quase 700 mil famílias aguardando benefício

Governo enfrenta dificuldades para atender demanda do Bolsa Família com orçamento limitado...
Brasil
Bolsa Família: pagamentos começam nesta quinta-feira (18)

Bolsa Família: pagamentos começam nesta quinta-feira (18)

O município baiano de Vitória da Conquista está com o sistema suspenso por instabilidade...
Brasil
Número de motoristas com problema de visão cresce quase 80% em 10 anos, aponta levantamento

Número de motoristas com problema de visão cresce quase 80% em 10 anos, aponta levantamento

Total passou de 14,4 milhões, em 2014, para 25,4 milhões, em 2024