Polícia

Após 50 dias, PF e PRF recapturam no Pará foragidos da penitenciária federal de Mossoró

Rogério Mendonça e Deibson Nascimento fugiram em 14 de fevereiro; buscas envolveram PF, PRF, Força Nacional e órgãos locais. Dupla estava em Marabá (PA), a 1,6 mil km de Mossoró

04/04/2024 16h02
Após 50 dias, PF e PRF recapturam no Pará foragidos da penitenciária federal de Mossoró
Imagem: Reprodução

A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal recapturaram nesta quinta-feira (4), em Marabá (PA), os dois fugitivos que haviam escapado da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. A recaptura ocorreu por volta das 13h30 desta quinta, após 50 dias de fuga.

Marabá, no Sudeste do Pará, fica a mais de 1.600 quilômetros de distância de Mossoró. Um trajeto em “linha reta” entre as duas cidades passa por pelo menos cinco estados: além de Pará e Rio Grande do Norte, também por Ceará, Piauí e Maranhão – e, a depender do trajeto, pelo Norte do Tocantins.

A operação envolveu o monitoramento de três veículos que, segundo as investigações, davam cobertura à fuga – ao todo, seis pessoas foram presas nos três carros. Um dos foragidos foi capturado pela PF, e outro, pela PRF.

Integrantes do Comando Vermelho, Rogério da Silva Mendonça, de 35 anos, e Deibson Cabral Nascimento, 33 anos, tinham fugido do presídio no dia 14 de fevereiro.

Os suspeitos foram presos na ponte que atravessa o Rio Tocantins e nas imediações. A abordagem ocorreu neste local para evitar a fuga pelo rio. Com o grupo, foram apreendidos um fuzil com dois carregadores, dinheiro e oito celulares.

À colunista do g1 Andréia Sadi, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, disse que as prisões configuram “uma vitória do Estado brasileiro sobre o crime organizado”.

Em coletiva de imprensa, Lewandowski disse que os fugitivos tiveram ajuda de uma facção criminosa e tentariam fugir para o exterior.

Investigadores informaram à TV Globo que a dupla de fugitivos será devolvida a Mossoró. Essa medida é considerada uma “questão de honra” para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, que coordena o sistema penitenciário federal.

Os dois presos, originalmente do Acre, estavam na unidade desde setembro de 2023 e integram a facção criminosa Comando Vermelho.

Para fugir da penitenciária de Mossoró, eles abriram passagem por um buraco atrás de uma luminária do presídio e cortaram duas cercas de arame usando ferramentas de uma obra que ocorria no local para escapar.

Foi a primeira fuga registrada na história do sistema penitenciário federal, que inclui ainda penitenciárias em Brasília (DF), Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO).

G1

Comentários

Leia também

Polícia
Polícia prende homem que se passava por policial e aplicava golpes em Feira de Santana

Polícia prende homem que se passava por policial e aplicava golpes em Feira de Santana

O estelionatário induzia suas vítimas a entregarem seus smartphones, acreditando que...
Polícia
Dois guardas municipais são presos em São Gonçalo dos Campos

Dois guardas municipais são presos em São Gonçalo dos Campos

Os homens são suspeitos dos crimes de lesão corporal de natureza grave, tortura, violência...
Polícia
Polícia Civil faz operação que mira autores de homicídios e internos do sistema prisional

Polícia Civil faz operação que mira autores de homicídios e internos do sistema prisional

Batizada de Circumdare, a ação visa cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão ...