Brasil

Anvisa revisa medidas restritivas e autoriza retomada de serviço de bordo durante voos

Mudanças valem a partir do próximo dia 22; máscaras seguem obrigatórias

13/05/2022 10h51
Anvisa revisa medidas restritivas e autoriza retomada de serviço de bordo durante voos

O serviço de bordo poderá ser retomado pelas companhias aéreas a partir do próximo dia 22. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizou as medidas de proteção que devem seguir em vigor nos aeroportos e voos. A atualização foi feita na última quinta-feira (12).

Apesar da mudança e retomada dos serviços de bordo, o uso de máscaras faciais permanece obrigatório em aviões e áreas restritas de aeroportos.  O retorno do uso da capacidade máxima para transporte de passageiros também foi autorizado pela agência.

Segundo a agência, a decisão da diretoria colegiada (órgão máximo da Anvisa) considera o cenário epidemiológico atual, no qual o risco de exposição de viajantes está bastante reduzido.

A Agência recomenda que os serviços de bordo sejam os mais breves possíveis, de forma a não prejudicar significativamente o uso de máscaras de proteção facial pelos viajantes. “Recomenda, também, que todos os resíduos sólidos gerados pelo serviço de bordo sejam recolhidos o mais breve possível, sendo que especial atenção deve ser dada aos objetos que possam ter tido contato direto ou indireto com a boca do viajante, como copos, pratos, garfos e outros”, disse a Agência, em nota.

*Metro 1

Comentários

Leia também

Brasil
PRF ainda registra bloqueios de rodovias em ao menos sete estados

PRF ainda registra bloqueios de rodovias em ao menos sete estados

Interdições ocorrem em 73 pontos no país
Brasil
Caso Henry Borel: Mãe e padrasto da vítima vão a júri popular

Caso Henry Borel: Mãe e padrasto da vítima vão a júri popular

A decisão, no entanto, absolveu o casal da acusação de fraude processual e Monique de...
Brasil
Chega a 2.630 as urnas eletrônicas substituídas em todo país

Chega a 2.630 as urnas eletrônicas substituídas em todo país

TSE mobilizou cerca de 537 mil urnas eletrônicas em todo país