Educação

Alunos baianos são premiados em feira de ciência e engenharia da USP

Vencedores na Febrace 2023 desenvolveram projetos nas escolas do Sesi em Salvador, Ilhéus

02/04/2023 14h51
Alunos baianos são premiados em feira de ciência e engenharia da USP
Foto: divulgação/Fieb

Cinco projetos desenvolvidos por estudantes baianos foram premiados na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). Os alunos são vinculados à escolas do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Salvador, Ilhéus e Vitória da Conquista. A feira é promovida anualmente pelo Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). A Escola Seis Bahia contou no total com nove finalistas.

“Desde 2020, o número de projetos finalistas e de premiações na Febrace vem aumentando, com a aprovação de projetos desenvolvidos por estudantes de escolas de Salvador e do interior, o que demonstra a robustez do nosso programa de Iniciação Científica. Essas premiações mostram que estamos no caminho certo”, avalia o gerente de Educação Científica e Tecnológica do SESI Bahia, Fernando Moutinho.

Do sudoeste baiano, as irmãs Bianca Novais e Luana Novais ficaram em segundo lugar na área de Ciências Humanas, com o projeto: O kindle direct publishing e a autopublicação como mecanismo para o reconhecimento dos escritos de jovens autoras. Também do interior do estado, os estudantes Yasmim Santos Santana, João Vitor Oliveira Gomes e Giovanna Souza Viana, da Escola Sesi Adonias Filho, em Ilhéus, ficaram em 3° lugar em Ciências Exatas e da Terra. Eles foram autores do projeto: Ferticagem: uma proposta sustentável e econômica. Trata-se de um fertilizante natural produzido a partir da casca do caranguejo-uçá.

Os outros três premiados foram da Escola SESI Djalma Pessoa (Salvador). O estudante Felipe Sacramento ficou em segundo lugar em Ciências Biológicas com o projeto Extratos vegetais da folha do araçazeiro (psidium guineense sw.): um método alternativo no combate a proliferação do mosquito aedes aegypti. Na área de Ciências Humanas, as estudantes Bruna Batista Santos e Beatriz Belo Santos ficaram em 3° lugar com o projeto Acesso e permanência no ensino superior no Brasil: a meritocracia reforçada pela mídia no caso de Matheus Araújo Moreira e de Débora Souza Rocha.

Já Rafael Matos Brito Pires, João Paulo Reis de Santana Silva e Isaque de Pontes Nunes foram destaque com o projeto Produção de filmes semicondutores em ambiente escolar, que ficou em quarto lugar na área de Ciências Exatas.

Comentários

Leia também

Educação
MEC prorroga prazos de programa de formação de professores

MEC prorroga prazos de programa de formação de professores

Programa oferece os cursos às instituições de ensino superior federal ou comunitário...
Educação
Projeto Sucesso Escolar promove ações estratégicas para evitar evasão nas escolas

Projeto Sucesso Escolar promove ações estratégicas para evitar evasão nas escolas

Entre outras coisas, a ação busca assegurar o direito pleno à educação a todos os...
Educação
Investimento em novas escolas deve ultrapassar um bilhão de reais, anuncia governador

Investimento em novas escolas deve ultrapassar um bilhão de reais, anuncia governador

Investimento faz parte de um Programa de Aceleração do Crescimento