Política

Agenda de viagens do presidente iniciará em fevereiro, confirma Rui Costa

A 2º agenda de viagem de Lula será na Bahia para anunciar o retorno do programa Minha Casa, Minha Vida

18/01/2023 12h38
Agenda de viagens do presidente iniciará em fevereiro, confirma Rui Costa
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Lula deve fazer uma série de viagens para lançar programas de governo nas primeiras semanas de fevereiro. A informação foi confirmada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT), nesta terça-feira (17). As datas, no entanto, não foram anunciadas.

De acordo com o ex-governador da Bahia, a primeira parada do mandatário do Brasil será no Rio de Janeiro, para anunciar um programa nacional de redução de filas de cirurgia, além de participar da inauguração de uma unidade de saúde.

Reduzir as filas no Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos temas prioritários do governo.

Em seguida, conforme Rui, Lula virá a Bahia para anunciar o retorno do programa Minha Casa, Minha Vida. Logo depois, ao Pará, onde está prevista uma agenda de inauguração de uma política pública para ampliar o saneamento básico.

Retomar o Minha Casa, Minha Vida também consta na lista de prioridades dos primeiros 100 dias do governo.

*Bahia.ba

Comentários

Leia também

Política
Lula indica ex-governador de Pernambuco para assumir o Banco do Nordeste

Lula indica ex-governador de Pernambuco para assumir o Banco do Nordeste

O BNB é o maior banco regional da América Latina e uma fonte vital de financiamento aos...
Política
Corregedor-geral nega pedido de Bolsonaro de retirar minuta golpista de investigação

Corregedor-geral nega pedido de Bolsonaro de retirar minuta golpista de investigação

A defesa do ex-presidente afirmou que pelo documento de teor golpista não ter sido encontrado...
Política
Wagner diz que Lula não irá interferir no Banco Central, mas critica taxa de juros alta

Wagner diz que Lula não irá interferir no Banco Central, mas critica taxa de juros alta

Senador defendeu que as críticas feitas pelo presidente ao Banco Central não deveriam...