Feira de Santana

Advogado Magno Felzemburgh comemora Lei que obriga planos de saúde a cobrirem demandas fora do rol da ANS

Segundo o advogado, a lei favorece os consumidores

23/09/2022 15h35
Advogado Magno Felzemburgh comemora Lei que obriga planos de saúde a cobrirem demandas fora do rol da ANS

Magno Felzemburgh advogado militante na defesa do consumidor, comemorou a lei sancionada pelo Governo Federal que obriga os planos de saúde a cobrirem tratamentos e procedimentos fora do rol da Agência Nacional da Saúde (ANS). A sanção foi publicada na edição desta quinta (22) do “Diário Oficial da União (DOU)”.

“Hoje foi sancionada pelo presidente da República uma lei em favor do consumidor de planos de saúde. O STJ que decidiu contra os usuários dos planos de saúde agora foi derrotado”, comemorou Magno.

“Agora temos uma lei que favorece os consumidores de plano de saúde. O tratamento que o médico requisitar e comprovar a eficácia, você vai ser atendido e a Justiça não vai mais impedir o tratamento adequado”, explicou.

“Temos que comemorar, primeiro dando glória a Deus, mas vamos celebrar que o Brasil tem uma legislação atual para atender o consumidor ”, finalizou.

Segundo decisão recente do STJ, a lista de procedimentos da ANS era “taxativa” — ou seja, que os planos só precisariam cobrir o que está na lista, que atualmente é composta por 3.368 itens.

Comentários

Leia também

Feira de Santana
Sindicato dos Metalúrgicos de Feira de Santana participa de marcha em Brasília

Sindicato dos Metalúrgicos de Feira de Santana participa de marcha em Brasília

A mobilização busca chamar a atenção para as demandas dos trabalhadores
Feira de Santana
LMarquezzo promove visita guiada para 120 corretores de imóveis e anuncia lançamento do primeiro empreendimento em Camaçari 

LMarquezzo promove visita guiada para 120 corretores de imóveis e anuncia lançamento do primeiro empreendimento em Camaçari 

Em uma ação ousada e inovadora, a construtora LMarquezzo, em parceria com as principais...
Feira de Santana
Procon apreende e descarta 37 litros de álcool líquido 70

Procon apreende e descarta 37 litros de álcool líquido 70

A venda é proibida desde 2002 e, devido a pandemia da Covid-19, foi permitida temporariamente...