Política

ACM Neto reúne lideranças e faz aceno a João Roma

O líder cartista discute estratégias de campanha para o segundo turno das eleições

06/10/2022 16h53
ACM Neto reúne lideranças e faz aceno a João Roma
Foto: Joílson César

O ex-prefeito de Salvador e candidato ao Governo do Estado, ACM Neto (União Brasil), reuniu lideranças da capital e do interior em um encontro no Centro de Convenções, na Orla da Boca do Rio, na tarde desta quinta-feira (6). O líder cartista discute estratégias de campanha para o segundo turno das eleições.

“É o momento do diálogo, da gente construir pontes, agregar todas as pessoas que desejam o diferente. As pessoas que votaram em João Roma no primeiro turno, votaram pela mudança. Isso representou a maioria dos baianos. Então, a gente quer unir esse sentimento de todos os eleitores”, ressaltou, em coletiva de imprensa no evento.
“Há uma diferenciação nacional entre a posição estadual do União Brasil. Na Bahia, conversamos com o eleitor que, caso tenhamos a oportunidade de ser governador da Bahia, estarei pronto para governar com o presidente que o Brasil escolher. O eleitor é livre para fazer a sua escolha”, emendou.

Neto, que venceu em Salvador no primeiro turno por uma margem apertada, quer evitar uma derrota na capital diante da ofensiva da campanha de Jerônimo Rodrigues (PT) nos bairros.

No evento, durante o discurso, o herdeiro carlista pregou otismismo. “Nós vamos ganhar a eleição”, ressaltou.

*BNews

Comentários

Leia também

Política
Lídice da Mata é escolhida nova vice-líder do Governo na Câmara

Lídice da Mata é escolhida nova vice-líder do Governo na Câmara

Escolha da parlamentar baiana se deu pela boa relação que possui com o presidente Lula...
Política
Governo adia por três meses portaria sobre trabalho aos feriados

Governo adia por três meses portaria sobre trabalho aos feriados

Ministério do Trabalho e setores não chegaram a acordo
Política
Comissão aprova imunidade tributária para entidades religiosas

Comissão aprova imunidade tributária para entidades religiosas

Benefício valerá também para partidos políticos e sindicatos