Programa De Olho na Cidade

BAHIA AQUI ? TRABALHO
09/10/2019 - 08:08

Aposentado que oportunizou obras sociais de Irmã Dulce fala de legado e se emociona

Irmã Dulce
Aposentado que oportunizou obras sociais de Irmã Dulce fala de legado e se emociona
Gabriel Dallas
 
Gratidão é o que faz o sergipano aposentado da Varig, Carlos Henrique Barreto Andrade, relembrar o tempo em oportunizou as obras sociais de Irmã Dulce em contato com a freira baiana. Ele atuava no prepara do missa no convento de São Francisco aos domingos. Sempre que ia a celebração religiosa, gostava de beber o café que era oferecido. Ao falar sobre a beata, ao De Olho Na Cidade, a emoção tomou conta do Sr. Carlos Henrique.
 
"É um privilegio ter conhecido Irmã Dulce", afirma relatando que o "anjo bom da Bahia" sempre passava a mão na cabeça das pessoas que a comprimentavam e traz boas lembranças do tempo em que conheçeu a futura santa. "Dificilmente ela saia de casa sem voltar com algum donativo para os pobres."
 
Dulce morreu no dia 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, por complicações respiratória já frágil e com a saúde bastante debilitada. No próximo domingo (13) ela será canonizada santa pela Igreja Católica, em missa presidida pelo Papa Francisco.
 
Informações do correspondente internacional Jorge Biancchi

Comentários

Leia também