Programa De Olho na Cidade

BAHIA AQUI ? TRABALHO
08/07/2019 - 05:34

Título minimiza Neydependência, avalia presidente do conselho deliberativo do Bahia

Copa América
Título minimiza Neydependência, avalia presidente do conselho deliberativo do Bahia
O Brasil chegou ao título da Copa América, neste domingo (7), ao bater o Peru, com um importante legado para o trabalho da equipe. A campanha invicta, as boas partidas e as atuações convincentes deixam o importante recado de que é possível, sim, jogar um bom futebol sem contar com o principal jogador, o atacante Neymar, como avaliou o presidente do Conselho Deliberativo do Bahia Dr. Carlos Eduardo Guimarães.
 
A grave lesão no tornozelo direito do jogador pouco antes do início do torneio representou um duro golpe. O Brasil viu se repetir o drama da Copa de 2014, quando também ficou sem o camisa 10, na época com um problema grave nas costas. Desta vez, as diferenças principais eram a chance de ter um tempo para se preparar para a perda e ajeitar o time até a estreia, fora uma estrutura coletiva mais sólida.
 
"Mais que merecidamente somos os campeões da Copa América com um fato marcante de não ter Neymar em campo, e nossos jogadores fizeram muito bonito, principalmente o conterrâneo Daniel Alves", disse Guimarães.  
 
O técnico Tite foi em busca de opções e não teve medo de repensar as escolhas. Primeiramente, apostou em David Neres na ponta esquerda, para depois mudar de ideia e optar por Everton, a principal descoberta desta Copa América. Como substituto para o corte, resolveu trazer o experiente Willian, atacante com mais de uma década de seleção brasileira e figura importante em momentos decisivos, como no pênalti convertido contra o Paraguai.
 
Informações do radialista Jorge Biancchi

Comentários

Leia também