Programa De Olho na Cidade

BAHIA AQUI ? TRABALHO
12/06/2019 - 17:50

Relação a dois: autoconhecimento é preciso para boa convivência com o outro

Reportagens Especiais
Relação a dois: autoconhecimento é preciso para boa convivência com o outro

Kleiton Costa

Conviver a dois, seja em namoro ou em casamento, depende do conhecimento próprio. Saber das suas carências e respeitar os limites do outro são fundamentais para uma relação sem muita cobrança e conflitos. A orientação é do psicólogo Saulo Almeida, que atua em Feira de Santana e participou do Programa De Olho na Cidade (Sociedade News FM 102,1)

Segundo Saulo, "a sociedade constrói a ideia de que o outro é necessário pra gente". Porém, “é preciso viver ‘sozinho’ para depois viver acompanhado; conhecer-se para depois conviver com o outro”.

O psicólogo diz que a maioria das frustrações e conflitos nos relacionamentos acontece porque as pessoas têm a falsa ideia que o companheiro ou companheira completa o outro ser. “Ninguém nunca vai sustentar as suas expectativas. Quando casam, as pessoas não mudam, mas você conhece o que não conhecia no relacionamento”, explicou o psicólogo, acrescentando que “ não há a pessoa ideal, mas aquela com quem você se identifica”.

“Devemos pensar a relação como uma troca ou parceria, com diálogo. Os dois devem falar e devem ser ouvidos. São duas pessoas que se relacionam. Se para um é permitida certa coisa, para o outro também deve ser”, aconselhou Saulo.

Comentários

Leia também