Programa De Olho na Cidade

BAHIA AQUI ? TRABALHO
15/05/2019 - 16:32

Em denúncia ao MPF, vereador acusa Dayane Pimentel de lançar candidata laranja

David Salomão pede a cassação da chapa do PSL e acusa Luiza Caroline Barbosa de ser uma candidata "de fachada" do partido
Política
Em denúncia ao MPF, vereador acusa Dayane Pimentel de lançar candidata laranja
O vereador de Vitória da Conquista David Salomão (PRTB) apresentou denúncia no Ministério Público Federal (MPF) contra o PSL baiano, presidido pela deputada federal Dayane Pimentel, com a acusação de que a legenda lançou uma candidata laranja para atingir a cota feminina de 30% determinada pela legislação eleitoral.
 
O vereador também protocolou a denúncia na Polícia Federal e na Justiça Eleitoral. “Já houve denúncias Brasil afora sobre candidaturas laranjas do PSL, como em Minas e Pernambuco. Na Bahia, houve também um fato que considero mais grave, porque as evidências demonstram que houve fraude eleitoral”, afirmou Salomão ao bahia.ba.
 
Na peça, o vereador pede a cassação da chapa do PSL e acusa Luiza Caroline Barbosa de ser uma candidata “de fachada” do partido.
 
Foram incluídas postagens nas quais Luiza aparece em frente ao Consulado-Geral do Brasil, em Washington D.C. em outubro do ano passado, e em Arlington (Texas) em junho.
 
Também foi anexada imagem, de agosto de 2018, na qual Luiza demonstra apoio à candidatura de Priscila Chammas (Novo) a deputada federal, justamente o cargo ao qual concorreu a candidata do PSL.
 
“Ela sempre esteve no exterior, nos Estados Unidos, e não compareceu a nenhum ato de campanha, apesar de ter prestado contas”, disse o vereador. Luiza declarou despesas de apenas R$ 1,8 mil à Justiça Eleitoral.
 
A reportagem não localizou a candidata no Facebook, de onde foram printadas as imagens.
 
Esta não é a primeira vez que o vereador entra em rota de colisão com Dayane. A parlamentar move processos por difamação, calúnia e injúria contra Salomão, após ele acusá-la de “meter a mão” em R$ 483 mil da verba partidária para sua campanha.
 
De acordo com o vereador, a presidente do PSL baiano e o Judiciário tentam intimidá-lo, porque ele cogita disputar a prefeitura de Vitória da Conquista e teria pontuado bem em sondagens.
 
“Desconhecem a Constituição. Tenho imunidade garantida pela Constituição, a mesma dos deputados e senadores. Vou para o enfrentamento. Sou advogado, antes de ser representante do povo”, afirmou.
 
Por meio de nota, a executiva estadual do PSL afirmou desconhecer a denúncia, por ainda não ter recebido nenhuma notificação, mas disse confiar que não haverá investigação por falta de “veracidade dos fatos” e “fundamento jurídico”.
 
“Candidaturas laranjas são montadas com dinheiro público (fundo partidário) e a citada candidata Luiza Caroline não recebeu recursos do partido, investiu pouco mais de mil reais do próprio dinheiro e teve em torno de 600 votos”, diz a nota da executiva.

FONTE: bahia.ba

Comentários

Leia também