Programa De Olho na Cidade

28/01/2019 - 19:21

Instalação de barracas no canteiro central da avenida é discutida pela FPI

Ministério Público também participa do processo
Micareta
Instalação de barracas no canteiro central da avenida é discutida pela FPI

Gabriel Dallas

Os integrantes da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) para a Micareta 2019 se reuniram pela primeira vez visando a organização do maior carnaval fora de época do país. O encontro desta segunda-feira, 28, contou com os membros da comissão e representantes da imprensa e donos de camarotes. Diversas sugestões para melhorar a festa foram apresentadas e algumas já devem ser colocadas em prática nesta edição.
 
Segundo o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges, foi colocado para os integrantes as sugestões de diminuição do volume de atrações, instalação de barracas no canteiro central, melhor organização na concentração e intensificação das fiscalizações no período diurno da festa.
 
Na próxima reunião, que será realizada no dia 7 de fevereiro, a decisão da colocação das barracas no canteiro central já deve ser anunciada. Um pequeno estudo de segurança será feito para ver a viabilidade da sugestão.
 
“A FPI é o coração da Micareta. São esses órgãos que fazem com que a festa seja organizada e estruturada”, destaca o secretário Edson Borges, que é o presidente da FPI. De acordo com ele, os prazos serão os mesmos do ano passado, tanto para montagem, quanto para desmontagem da estrutura. Segundo edital da Micareta, no dia 29 de março começa a montagem no Circuito Maneca Ferreira.
 
Ministério Público também participa do processo
 
Nesta primeira reunião o Ministério Público também participou, apesar de não fazer parte da FPI. A promotora pública da Defesa dos Consumidores, Márcia Moraes, esteve presente para acompanhar os trabalhos dos integrantes.
 
“Nós não fazemos parte da FPI, mas atuamos fiscalizando o trabalho dela, em todas as festas da cidade. Além da Defesa dos Consumidores, outras promotorias estarão empenhadas nesse processo”, afirma a promotora.

Comentários

Leia também