Programa De Olho na Cidade

GOVERNO - NOTA PREMIADA
01/01/2019 - 22:50

Esquemas de segurança foram montados nas cerimônias de posse na Bahia e em Brasília

Eleições 2018
Esquemas de segurança foram montados nas cerimônias de posse na Bahia e em Brasília
Esquema de segurança em Brasília
A cerimônia de posse de Jair Bolsonaro como presidente contou com um esquema de segurança mais ostensivo já visto para o evento. Mais de 6.000 agentes foram mobilizados — entre eles mais de 2.600 policiais militares, além de policiais civis e federais, bombeiros e oficiais do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Um decreto assinado por Michel Temer na última semana do ano também autorizou que dois mísseis antiaéreos e aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) pudessem interceptar e abatam aeronaves consideradas suspeitas dentro de um raio de 7 quilômetros da região da posse, medida que teve validade por toda terça-feira.
 
Sob o pretexto dos riscos para Bolsonaro, o cerimonial impôs uma série de limites à atuação dos jornalistas que participaram da cobertura. A circulação dos profissionais de imprensa entre os locais onde ocorrem solenidades foi proibida e os jornalistas ficaram horas fechados em lugares pré-determinados esperando o início dos eventos.
 
Aproximadamente 500.000 pessoas estiveram presentes na Esplanada dos Ministérios, que foi cercada por arame farpado com lâminas. O trânsito na região esteve fechado para veículos não oficiais desde o último dia 29. A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, responsável pelo esquema de segurança da posse presidencial, também impôs uma série de restrições para quem acompanhou presencialmente a cerimônia na Esplanada. Não foram permitidas entrar nem com bebida alcoólica, nem fogos de artifício, drones, guarda-chuva e carrinho de bebês, entre outros.   
 
Esquema de segurança na Bahia
A cerimônia de posse de Rui Costa como governador contou com um esquema de segurança mais efetiva, do que já realizado diariamente pela polícia, na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Além da segurança da AL-BA, agentes particulares da comitiva oficial do governador foram mobilizados.
 
O coordenador do esquema especial montado para a posse, Nelson Xavier, diz que as medidas cautelares ocorreram dentros das conformidades.
 
"Nada de anormal aconteceu durante a cerimônia. O protocolo já se repete há 40 anos", informou.
 
De Salvador, Taiuri Reis

Comentários

Leia também