Programa De Olho na Cidade

05/12/2018 - 22:23

Extinção do CIS é pauta do dia na Câmara Municipal; conheça pontos de vistas de vereadores

José Carneiro pede que governo reavalie proposta de extinção do CIS; Tourinho é contra fechamento do Centro em Feira
Feira de Santana
Extinção do CIS é pauta do dia na Câmara Municipal; conheça pontos de vistas de vereadores
José Carneiro Rocha

José Carneiro pede que governo reavalie proposta de extinção do CIS

As medidas anunciadas pelo Governo do Estado para enxugar a máquina administrativa voltaram à pauta dos pronunciamentos na sessão desta quarta-feira (5) da Câmara Municipal. Desta vez, foi o presidente do Legislativo, vereador José Carneiro Rocha, que abordou o assunto, apresentando em plenário um ofício que será encaminhado ao governador Rui Costa pedindo a reavaliação das decisões. Ele pediu que os colegas assinassem o documento.
 
Carneiro disse que Rui Costa foi reeleito para o maior cargo público da Bahia e pode realizar muito mais. “Estamos preocupados com o projeto enviado à Assembleia Legislativa propondo a extinção do Centro Industrial Subaé, uma das molas propulsoras do desenvolvimento de Feira de Santana”, argumentou o vereador, que definiu o CIS como “instrumento permanente de interlocução entre o Município e o Estado”. Ele contabilizou que o município conta com 1.632 indústrias, que representam 22% do PIB.

 

“Foi uma ação precipitada e desnecessária”, afirmou José Carneiro, referindo-se ao envio de projeto para a ALBA, defendendo que o Governo do Estado amadureça o debate sobre o assunto, ouça as entidades de classe. “O CIS é patrimônio de Feira de Santana”, frisou o presidente da Casa da Cidadania.
 
Tourinho é contra fechamento do Centro em Feira
Em pronunciamento, o vereador Roberto Tourinho (PV) seguiu a linha de raciocínio dos vereadores, entidades de classe e representantes políticos no tocante à possibilidade de fechamento CIS de Feira de Santana.
 
“Com relação à redução do número de funcionários ou qualquer tipo de funcionamento administrado, é prerrogativa do governador e cabe a ele avaliar se deve ter determinados cargos e funcionários. O que não queremos é que haja o fechamento do CIS porque é um órgão que fomenta, apoia, incentiva, busca espaços e áreas para que grandes indústrias e fábricas se instalem na cidade, gerando emprego, melhorias e renda para a cidade”, pontuou Tourinho.
 
Segundo o vereador, a preocupação é no sentido de quê o Município não seja prejudicado. “Fico com muito receio dos discursos oportunistas quando se trata deste assunto. Essa não deve ser uma discussão política, pois ela tem seu momento e não é agora. As entidades sociais estãoemanando para dizer ao governador que, para a cidade, isso representa um prejuízo e nós, que a amamos,queremos seu crescimento”, afirmou.
 
Em aparte, o edil Cadmiel Pereira (PSC) parabenizou Tourinho pelo discurso. “É necessário fazer isso mesmo. O fechamento irá mexer muito com a estrutura de Feira, por sua história e geração de emprego”, avaliou.
 
Para finalizar, Tourinho ratificou o pronunciamento de Cadmiel e acredita que o governador deve estar atento a esta preocupação, que já foi explanada por vereadores, deputados estaduais e comunidade feirense.
 
Nery lamenta situação do Centro Industrial Subaé 
No uso da tribuna, Alberto Nery (PT) repercutiu a possibilidade do fechamento do núcleo do CIS em Feira de Santana e fez coro ao discurso do edil Zé Filé (PROS), que teceu críticas a gestão do prefeito Colbert Martins.
 
“Ontem falei sobre a questão do fechamento do núcleo do CIS de Feira de Santana. A informação é que não vai fechar o órgão e sim o núcleo. Ontem, Ângelo, Zé Neto e Geilson estiveram com o governador para tentar o não fechamento, e sim a redução de funcionários. Irei assinar um documento que solicita a permanência do CIS de Feira”
 
 

Comentários

Leia também