Programa De Olho na Cidade

29/09/2018 - 06:55

Ex-vereador Messias Gonzaga lamenta: Câmara perdeu qualidade

Feira e sua História
Ex-vereador Messias Gonzaga lamenta: Câmara perdeu qualidade
Foto: Kleiton Costa
O ex-vereador Messias Gonzaga, que passou 22 anos na Câmara Municipal de Feira de Santana, lamenta o que considera “perda de qualidade” no legislativo feirense. Messias exerceu cinco mandatos consecutivos e sempre estava entre os três mais votados.
 
“A Câmara sofreu um declínio muito grande na qualidade dos eleitos. A qualidade do debate caiu muito. É muito ‘amém’”, opinou Messias, que iniciou trajetória política no MDB e, depois, foi um dos primeiros dirigentes do PC do B. 
 
O ex-vereador orgulha-se de ter vivido o período em que as pessoas faziam política por ideologia. “As eleições eram muito diferentes. As campanhas eram feitas nas ruas, com comícios. As pessoas iam livremente ouvir os seus candidatos. Chegava a 20 mil o número de pessoas que acompanhavam os eventos”, lembra Messias.
 
Messias começou a militância no grupo político do ex-deputado Chico Pinto, já falecido e considerado uma referência na esquerda brasileira. “Andava nesse ambiente e tive muitas emoções”, contou o ex-vereador.
 
Entre os momentos mais marcantes, Messias lembra da derrubada, via judicial, da Taxa de Iluminação Pública (TIP). “Observei que era uma ‘bi-tributação’. Pagávamos o IPTU e a TIP. Fui até a OAB e à Justiça. Ganhamos e a TIP foi retirada. Depois voltou, com manobras, com o nome de CIP”.
 
Outro momento importante, segundo Messias, foi a ampliação do período de sessões legislativas. “A Câmara só funcionava quatro meses no ano. Protestei muito e ampliamos o funcionamento. Também criei a tribuna livre, espaço aberto para que as pessoas usem e façam as suas reivindicações. Tenho isso no meu currículo com muita satisfação e orgulho por ser reconhecido pela população”, afirmou o ex-parlamentar.

Comentários

Leia também