Programa De Olho na Cidade

26/09/2018 - 17:31

Coretos representavam desenvolvimento na cidade, diz historiador

Feira e sua História
Coretos representavam desenvolvimento na cidade, diz historiador
A importância dos coretos para o município foi o destaque na série de entrevistas “Feira de Santana  e Sua História” desta quarta-feira (26) no programa Jornal do Meio Dia na Princesa FM (96,9).
 
Segundo o historiador e professor Juliano Mota, na década de 60, os coretos representavam um marco para a cidade, isso porque era nesse espaço que ocorriam os discursos políticos e as apresentações culturais.
 
Mota ainda cita que os coretos eram sempre construídos em locais estratégicos da cidade, como o da Bernardino Bahia e o da Praça da Matriz, onde as pessoas concentravam-se para comercializar os produtos ou mesmo debater questões pertinentes à cidade.
 
“Infelizmente, vivemos um momento de falta de cuidado do poder do público em nível municipal, estadual e federal, mesmo existindo uma legislação para nos respaldar sobre promoção e preservação dos patrimônios históricos”, contou.
 
O professor contou também que na década de 70 começou o processo de “queda” dos coretos. “Foram esquecidos e abandonados de maneira gradual. No fim da década de 90, voltam a olhar para esses espaços como relevantes”.
 

Comentários

Leia também