Programa De Olho na Cidade

09/07/2018 - 16:36

Copa do Nordeste tem menor média de público desde o retorno

Esporte
Copa do Nordeste tem menor média de público desde o retorno
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Apesar do prestígio recuperado, que a tornou a maior competição regional do Brasil, a Copa do Nordeste enfrentou dificuldades neste ano. Com a pausa do calendário para a Copa Do Mundo, somada ao espaço absoluto do mundial dentro das programações de TV e até na preferência do público, a competição registrou sua pior média de torcida desde o seu retorno em 2013.

Se no ano de reestreia, a média foi de 8.487 pagantes, em 2018 esse número caiu quase pela metade com apenas 4.266 espectadores por jogo, contrariando a expectativa da Liga do Nordeste que mirava os 20 mil espectadores por partida para este ano.

Com a mudança da sublicenciadora dos direitos, que pertencem ao Esporte Interativo, a competição também sofreu baixa no Ibope. Se na Globo, com suas filiadas, o índice chegava a 24 pontos, com a mudança para a SBT o índice bateu apenas 10. Para especialistas, tal baixa se deu também pela disputa com programas de mesa redonda e afins que cobriam o mundial da Rússia no mesmo momento dos jogos do Nordestão.

Média de clubes – Entre os clubes com a maior média, o Bahia até liderou o ranking novamente pelo segundo ano consecutivo, mas também viu um número menor de torcedores comparecerem ao estádio. Se em 2017 foram 16.877 tricolores por jogo, em 2018 esse número caiu para 15.496 pessoas em 6 partidas.

Em segundo lugar, o Ceará levou  8.095 pessoas ao Castelão em 5 partidas. CRB (5.649), CSA (5.229) e Sampaio Corrêa (5.130) completam o ranking. O Vitória aparece na 6ª colocação com média de 4.830 pelas 4 partidas como mandante.

Comentários

Leia também