Programa De Olho na Cidade

SECOM - BOTTON
13/06/2018 - 17:08

APLB vai recorrer ao Tribunal de Justiça em processo sobre precatórios

Educação
APLB vai recorrer ao Tribunal de Justiça em processo sobre precatórios
Representante sindical dos professores, a APLB cobra 60% das verbas dos precatórios para os docentes. Foto: Secom/PMFS
Kleiton Costa
 
A diretoria da APLB vai recorrer ao Tribunal de Justiça da Bahia contra a decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana, que indeferiu o pedido de liminar da entidade para o bloqueio das verbas oriundas dos Precatórios do Fundef. 
 
Segundo a presidente da APLB Feira, Marlede Oliveira, o pedido de liminar teve o objetivo de garantir que a Prefeitura destinasse 60% das verbas dos precatórios para os professores, como determina a legislação.
 
Por decisão do Supremo Tribunal Federal, a União terá que ressarcir diversos municipios e estados por conta da falta de repasses de verbas do Fundef durante vários anos. Segundo a APLB, para Feira de Santana serão destinados R$ 248 milhões.
 
"A Escola não funciona sem os trabalhadores. O dinheiro é para os trabalhadores também. A categoria vai para a luta", disse a presidente da APLB. 
 
Marlede Oliveira não descarta a possibilidade de uma greve dos professores do município caso a destinação dos recursos do Fundef não seja discutida com a categoria.  

Comentários

Leia também