Programa De Olho na Cidade

28/03/2018 - 17:19

Mulheres têm duas vezes mais riscos de aneurisma, alerta neurologista

Março Mulher
Mulheres têm duas vezes mais riscos de aneurisma, alerta neurologista

Kleiton Costa

Doença silenciosa e com grande risco de mortes e sequelas, o aneurisma cerebral é duas vezes mais comum entre mulheres. O alerta vem do neurologista Rui Araújo, que atua em Feira de Santana, convidado do Jornal do Meio Dia (Princesa FM), no quadro Saúde e Bem Estar.

“As mulheres têm que ter um cuidado maior por conta do perigo. No período da menopausa, por exemplo, há uma alteração na circulação do hormônio estrogeno, o que contribui para a formação do aneurisma”, explicou o neurologista.

Rui explica que o aneurisma é uma alteração nas artérias do cérebro. “Essa artéria tem aparência como se fosse uma varize. Há o risco de romper. Quando não rompe não tem sintoma, a não ser uma dor de cabeça leve”, disse o médico. Já nos casos de rompimento, os sintomas são: enjoo, vômito, convulsão e dor de cabeça forte e repentina, além de desmaio.

Entre os causadores da doença, o estilo de vida é o maior vilão, ao lado da hipertensão, do uso do álcool e do fumo, além de obesidade e sedentarismo.

Rui Araújo alerta que metade das situações em que as artérias se rompem resulta em morte. Quando não há óbito, as sequelas ficam.

Para a prevenção do aneurisma, o médico recomenda a prática de atividades físicas, o controle de diabetes e de hipertensão.

Comentários

Leia também