Programa De Olho na Cidade

13/03/2018 - 21:15

Em Santo Estevão, Rui comemora viagem de número 400

Bahia
Em Santo Estevão, Rui comemora viagem de número 400
Foto: Reprodução
Na viagem de trabalho que fará na próxima segunda-feira (19), ao município de Santo Estevão, a 157 km da capital baiana, o governador Rui Costa completa a viagem de número 400 ao interior baiano, realizada em pouco mais de três anos de governo.
 
Em Santo Estevão, o ritmo do governador segue com uma agenda intensa de entregas e início de novas obras. Na sede, na Praça Sete de Setembro, às 9h, Rui entrega a primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário da cidade e assina ordem de serviço para ampliação do sistema de esgotamento, cujas obras estão orçadas em R$ 1,45 milhão. O governador também inaugura a Praça da Ciência, Cozinha Comunitária e reforma da sede da 6ª Retran (Regional de Trânsito).   
 
A marca da quadringentésima viagem do governador será comemorada em Santo Estevão com a participação das principais lideranças políticas da região, como vereadores, prefeitos, deputados, autoridades do governo baiano, dentre outros. Rui tem realizado viagens por todo o interior da Bahia para entregar obras e conhecer as necessidades específicas de cada região do estado.
 
Na avaliação de Rui, não é possível administrar um estado com as dimensões da Bahia sem conhecer mais de perto as especificidades e os problemas de cada localidade. “Sei que temos muito ainda a realizar em cada canto desta Bahia, mas tenho planejado minha agenda de forma que possa viajar regularmente ao interior. É cansativo, mas é uma necessidade do gestor conhecer de perto o território que administra a fim de traçar estratégias adequadas para atender a sua população”, afirmou Rui. “É com imensa alegria e emoção que atinjo mais uma marca importante do meu governo, a viagem de número 400”, disse.  
 
Ao longo dos mais de 1.200 dias de trabalho, Rui já visitou pouco mais de 200 municípios baianos em viagens institucionais, seja para inaugurar obras, autorizar novos serviços como também conhecer as diferenças regionais e avaliar os problemas específicos das regiões do interior baiano, por meio de conversa com a população, comerciantes, produtores rurais e com os dirigentes políticos de cada localidade.

Comentários

Leia também