Programa De Olho na Cidade

SECOM - BOTTON
07/02/2018 - 12:46

Prefeitura reforça combate ao calazar na zona rural de Feira

Saúde
Prefeitura reforça combate ao calazar na zona rural de Feira
Foto: Secom/PMFS (arquivo)

Kleiton Costa

O Centro de Controle de Zoonozes e a Vigilância Epidemiológica (Viep) de Feira de Santana estão intensificando o trabalho para combater o calazar na zona rural do município. A doença atinge cães e no humano é conhecida como leshimaniose.

O principal foco das ações da Prefeitura é o distrito de Maria Quitéria, considerada uma região endêmica para a doença – especialmente os povoados de Lagoa Grande e Água Grande.

Segundo a coordenadora da Viep, Francisca Oliveira, os cães encontrados em Maria Quitéria estão passando por uma triagem e, em casos suspeitos, são submetidos a testes rápidos para o calazar.

 “A nossa equipe vai verificar se há indicativos e determinados animais para saber se ele será submetido ou não aos testes rápidos”, explicou Francisca, acrescentando que os cães também estão sendo vacinados contra raiva.

Casos

Em 2017, segundo a Viep, 25 casos suspeitos de leshimaniose foram registrados em Feira, sendo nove confirmados e tratados e 16 com resultado negativo. 

Já este ano, são dois casos notificados. Um deles ainda está sendo investigado, com o paciente internado no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), e um confirmado. A notificação confirmada vitimou o agente de portaria Antônio César da Silva, 34 anos, que morreu na madrugada do último dia 26.

Comentários

Leia também