Programa De Olho na Cidade

10/11/2017 - 16:36

Operação estancar sangria

Jorge Biancchi
A frase é do senador Romero Jucá, líder do governo Michel Temer no senado federal, que era preciso estancar a sangria. Ele se referia, em uma das gravações feitas pela Polícia Federal, que era preciso barrar a Operação Lava Jato. 
 
E de lá pra cá muitas articulações fora feitas pelo PMDB para tentar barrar ou enfraquecer as investigações que estão ocorrendo, principalmente a Lava Jato. 
 
A mudança do comando da Polícia Federal é mais um passo com esse objetivo.
 
O presidente Temer substituiu o diretor Leandro Daiello e colocou Fernando Segóvia que é ligado  a José Sarney e comandava a PF no Maranhão. 
 
José Sarney inclusive participou de uma reunião com Michel Temer e outros caciques do partido. Eles conversaram e chegaram a conclusão que é melhor colocar um comandante na PF que seja ligado ao governo, ao PMDB e as pessoas que estão sendo investigadas. 
 
É muito lamentável. A sociedade precisa ficar atenta e vamos aguardar como vai se comportar o novo diretor. Se ele realmente vai tirar a autonomia da PF, se ele vai tentar interferir nas operações ou se vai seguir o trabalho. 
 
O Brasil vive um momento de combate a corrupção importante e nós não podemos perder essa oportunidade de continuar combatendo a corrupção, esse câncer que vem tirando a oportunidade do país ser mais desenvolvido. 

Comentários

Leia também