Programa De Olho na Cidade

09/11/2017 - 13:15

Sites dão descontos de até 75% para compras pela internet

Economia
Sites dão descontos de até 75% para compras pela internet
As lojas virtuais trazem uma maior possibilidade de atrair clientes, sem ter a barreira regional como impedimento. É o que o técnico do Sebrae Bahia Anderson Teixeira explica. De acordo com ele, as principais vantagens de se empreender utilizando a internet é a desterritorialização, a atração de mais clientes, menores custos, entre outras comodidades garantidas pela tecnologia.
 
Como principais desvantagens, Teixeira destaca que é necessário montar toda uma logística de entrega e de formas de pagamento. Para quem quer abrir uma empresa online, o técnico do Sebrae indica que, antes de qualquer passo, entenda quais as necessidades do público-alvo.
 
A importância de um bom marketing digital também é destacada por Teixeira. Para ele, a divulgação dos produtos é essencial na internet: quanto mais presente a loja estiver, mais público ela alcançará.
 
Abaixo, confira uma lista com alguns dos sites mais comumente utilizados pelos internautas compradores e, portanto, com menor possibilidade de se ter problemas com a aquisição.
 
1. Privalia Outlet-  reúne roupas, sapatos e acessórios de grifes, peças de decoração e até móveis. Descontos passam de 50% (br.privalia.com).
 
2. Dafiti  - Considerado o maior e-commerce de moda da América Latina, com mais de 100 mil produtos e descontos variados (www.dafiti.com.br).
 
3. Centauro -  Oferece produtos com até 70% de desconto e traz sempre a oferta do dia (www.centauro.com.br).
 
4. Netshoes -  Reúne produtos com até 75% de desconto, tem oferta do dia e costuma ter cupons de até R$ 100 de desconto para compras a partir de R$ 250 (www.netshoes.com.br).
 
5. Natura -  Reúne todos os produtos da marca e sempre tem alguma coisa em promoção. Há descontos de até 50% e costuma ter cupons de (rede.natura.net).
 
6. Clube Ricardo -   Traz, todos os dias,  produtos com até 70% de desconto, mas tem que ficar ligado porque as ofertas só duram 24 horas - http://www.clubedoricardo.com.br.
 
Vantagens e riscos
 
Diante dos avisos, é importante analisar bem para não cair em armadilhas. O funcionário público Jozef Murawski, 34 anos, conta que faz, no mínimo, 50 compras online por ano. Tudo começou com um celular, em 2004. Para ele, o preço, a variedade e a possibilidade de ter itens de outros lugares são os maiores atrativos. As vantagens chegam a sobrepor, para ele, a possibilidade de comprar tamanho errado, a demora e a dependência dos Correios.
 
“Eu compro desde artigos de surf até eletrônicos e peças de carro. O e-commerce nacional tem preços bem competitivos. É nítida essa diferença quando você compara com uma loja física, além da variedade maior. É muito mais vantajoso, mesmo com o frete”, defende.
 
Murawski conta que, só em um relógio, ele deixou de gastar R$ 500, comparando o valor da loja física e do site de compras. Quando fica com dúvida se vai gostar do produto, não hesita: vai na loja física e testa. Caso o produto não esteja disponível no Brasil, a compra é feita “nas escuras”.
 
Ele diz, ainda, que a espera não o desanima, apesar de afirmar que 30% das compras acabam atrasando. “Para quem é imediatista, a espera pode desanimar, mas a vantagem do preço é cativante e ainda temos que levar em conta o deslocamento que se faz até a loja, combustível, alimentação, sem falar no tempo”, diz.
 
Antecipação
 
Para quem vai comprar pela internet para presentear no Natal, uma dica é se antecipar e escolher logo. Com o grande volume de compras, é possível que o presente só chegue depois da data. Essa foi a estratégia utilizada pela arquiteta Isabela Viana, 36. Ela já comprou o presente de Natal das primas. “Adiantei as compras deste ano para não correr o risco de não chegar”, disse.
 
A arquiteta disse que compra todos os tipos de produtos das lojas virtuais e que segue diversos e-commerces para sempre ficar de olho nas novidades. Além de seguir as lojas online, é importante também pesquisar referências sobre as lojas, verificar se não há reclamações.
 
As informações são do Correio.
 
 

Comentários

Leia também