Programa De Olho na Cidade

08/11/2017 - 12:36

Novembro Negro será aberto com espetáculo em Salvador

Cultura
Novembro Negro será aberto com espetáculo em Salvador
Nesta quarta-feira (8), às 19h, o Teatro Castro Alves (TCA) será palco da abertura oficial do Novembro Negro, período emblemático de mobilizações pelo combate ao racismo, garantia e ampliação dos direitos da população negra. O evento, que terá transmissão ao vivo da TVE e do Portal do Irdeb (www.tve.ba.gov.br/tveonline), conta com apresentações do Bando de Teatro Olodum e das cantoras baianas Margareth Menezes, Juliana Ribeiro, Marcia Short, Wil Carvalho, Larissa Luz, dentre outras atrações. O espetáculo será antecedido por intervenções artísticas de alunos da rede pública estadual, no foyer do TCA. Os ingressos podem ser adquiridos pelo preço popular de R$1 (inteira) e 0,50 (meia).
 
Ao longo do mês o Governo do Estado, através da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e demais órgãos estatuais, realiza e apoia diversas atividades, tendo como ponto alto o 20 de novembro, instituído como Dia Nacional da Consciência Negra. Na programação de abertura haverá, ainda, assinatura dos termos de colaboração do edital Novembro Negro 2017, que viabilizará projetos da sociedade civil a serem desenvolvidos na capital e nos territórios de identidade, com investimento total de R$ 500 mil. 
 
A programação do mês, que estará disponível no site da Sepromi (www.sepromi.ba.gov.br) inclui seminários, eventos culturais, rodas de diálogo, campanhas, além de entregas governamentais para povos e comunidades tradicionais no interior. As ações integram o calendário de 10 anos de criação da Sepromi e a agenda da Década Internacional Afrodescendente na Bahia (2015-2024). 
 
Reforço à luta
 
O edital Novembro Negro tem como objetivo incentivar projetos que valorizem os ideais de luta, liberdade e emancipação do povo negro, a partir das propostas da sociedade civil organizada. Serão apoiados 15 projetos cujo público-alvo é a população negra baiana, assim como os povos e comunidades tradicionais. Estão programadas atividades variadas, a exemplo de capacitação e formação de jovens em comunicação popular, oficinas, dentre outras.
 
A instituição do dia 20 de novembro - O dia 20 de novembro foi instituído como o “Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra” em alusão ao líder negro Zumbi dos Palmares, falecido neste mesmo dia, em 1695. A medida tem como base legal a Lei Federal 12.519/11, em atendimento à demanda histórica do movimento negro no Brasil, que elegeu a figura de Zumbi como um símbolo da luta e resistência dos negros escravizados no país. Zumbi liderou o Quilombo dos Palmares (União dos Palmares, Alagoas), comunidade formada por escravos fugitivos das fazendas no Brasil colonial. O quilombo também foi palco da luta pela liberdade de culto religioso e prática da cultura africana. 
 
As informações são da Ascom/Sepromi.

Comentários

Leia também