Programa De Olho na Cidade

04/11/2017 - 11:14

A pressa é inimiga da perfeição

Jorge Biancchi

A minha professora, Maria da Conceição, no distrito de Humildes – meados dos anos 80 -, falava sempre durante as provas que a pressa era inimiga da perfeição.

Parece que o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (Dem), tem usado essa frase para tomar a decisão em relação às eleições de 2018. Até o momento, ele não se posicionou claramente se vai ficar no atual grupo político para disputar uma vaga de candidato a senador pelo estado da Bahia no Democratas ou se há realmente uma possibilidade de mudar de grupo político.

O que se comenta nos bastidores é que as portas estão abertas para que o prefeito possa migrar para um partido da base do governador Rui Costa (PT). Fala-se no PSD, que é comandado na Bahia pelo senador Otto Alencar.

O tempo não espera. Estamos há menos de dois meses para o final do ano. O prefeito tem até o mês de março para se definir porque a partir de abril, sendo candidato ao Senado, terá que deixar o comando da Prefeitura de Feira de Santana.

Qual será o destino do prefeito de Feira de Santana? Como sempre, ele tem sido misterioso, não dá pistas claras. Ainda está avaliando cuidadosamente o caminho a seguir. Uma coisa parece que é irrevogável: o desejo do prefeito de disputar uma vaga para o Senado. Mas, em relação ao partido ou grupo político onde ele estará no palanque do próximo ano ainda não há definição.

A pressa é inimiga da perfeição. O prefeito sabe que não pode errar nessa escolha porque caso contrário tomará uma decisão que custará muito caro: deixa a prefeitura e se perder a eleição ficará sem mandato até 2024. É preciso, realmente, pensar muito para tomar a decisão mais acertada possível.

Comentários

Leia também