Programa De Olho na Cidade

11/10/2017 - 16:46

É uma vergonha

Jorge Biancchi
Pela segunda vez em menos de 10 dias, o julgamento do ajudante do pedreiro João Cléber dos Santos Leal foi adiado em Feira de Santana por conta da falta de recursos financeiros para o recambiamento do réu, que está preso em São Paulo. 
 
João Cléber é acusado de ter matado a ex-namorada em janeiro de 2013 com requintes de crueldade. Ele é acusado de ter torturado e ateado fogo por conta de ciúmes.
 
É uma situação muito lamentável. A que ponto chegou a segurança pública do estado da Bahia. Já não basta a falta de policiais, número insuficiente de viaturas, combustível reduzido, o crescimento da violência em todo estado e agora mais um fato para se juntar a falência da segurança pública na Bahia. 
 
A falta de recursos para trazer um preso para ser julgado é uma vergonha, é inacreditável. O governo precisa tomar providência. Não se admite que um crime tão brutal possa ficar imune. Os advogados do acusado já estão pedindo a liberdade do João Cléber, pois os prazos judiciais não estão sendo respeitados. 
 
Se isso vier acontecer, certamente terá uma repercussão ainda maior. Quem sabe uma repercussão nacional. 
 
O governador Rui Costa precisa tomar providência, porque do jeito que as coisas estão indo, a segurança na Bahia tende a piorar. 
 
Se não tem recursos para trazer um preso de São Paulo, imagine se vai ter dinheiro para colocar combustível nas viaturas e aumentar o efetivo. Realmente isso é  uma vergonha.

Comentários

Leia também