Programa De Olho na Cidade

15/09/2017 - 17:45

Programa especial celebra 184 anos de emancipação de Feira

Feira e sua História
Programa especial celebra 184 anos de emancipação de Feira

Kleiton Costa

Estudantes, professores e personalidades feirenses participaram do Programa De Olho na Cidade especial em homenagem a Feira de Santana na tarde desta sexta (15). O evento aconteceu no espaço cultural das rádios Princesa FM e Sociedade AM.

Estiveram no programa especial alunos e professores das Escolas João Paulo I e Maria Antônia da Costa e dos colégios Padre Ovídio e Gênesis.

O programa teve uma de mesa redonda com a participação da secretária de Educação do município, Jayana Ribeiro, e de historiadores que esclareceram dúvidas dos estudantes sobre a trajetória social e política do município.

Entre os temas levantados durante o programa, a história de Lucas da Feira foi alvo de polêmica. Conhecido como marginal e também lembrado como uma figura histórica importante da cidade, Lucas também divide opiniões entre os pesquisadores.  

Lélia Vítor Fernandes lembrou que “muitos pais não escolhiam o nome de Lucas para os filhos justamente pela influência negativa de Lucas da Feira”. Segundo ela, a trajetória desse personagem da história não serve como um bom exemplo.


A cantora Célia Zai participou do programa especial

Também na mesa redonda, Elsimar Pondé afirmou que o contexto histórico que Lucas viveu deve ser considerado. “É um personagem controverso da nossa história. A escravidão não era nem um pouco leve para os negros e isso justificaria as atitudes dele. Deve-se considerar o contexto em que ele estava inserido. É um personagem que tem que ser mais discutido e estudado”, ponderou Pondé.

“Lucas era um escravo e organizou a fuga de um bando em 1920. Por cerca de 20 anos ele continuou agindo. Era oprimido e castigado”, lembrou o historiador Augusto Espínola.

Neste ano, Lucas da Feira completaria 210 anos de nascimento e a sua história continua levantando polêmica e a curiosidade de quem quer conhecer um pouco mais sobre os 184 anos de Feira de Santana.



Comentários

Leia também