Programa De Olho na Cidade

08/08/2017 - 16:27

Relação pai e filho: afeto é imprescindível no aprendizado, diz psicóloga

Dia dos Pais
Relação pai e filho: afeto é imprescindível no aprendizado, diz psicóloga

Kleiton Costa

As demonstrações de afeto têm um importante papel na educação familiar e fortalecem a relação entre pais e filhos.  A observação é a psicóloga Tiara Ferreira, uma das convidadas para a série de entrevistas especiais em homenagem ao Dia dos Pais do Jornal do Meio Dia (Princesa FM 96,9).

“O afeto é imprescindível para uma boa relação. Qualquer tipo de emoção com o outro nos liga a essa pessoa. O afeto permite que o filho aprenda qualquer ensinamento que o pai passa”, explicou a psicóloga.

Ainda segundo Tiara, é preciso firmeza na educação dos filhos, mas deve-se evitar extremos. “Os pais que são mais rígidos precisam repensar e criar a afetividade. A criança precisa de disciplina assim como precisa de afeto. É preciso que o pai desconstrua a criação rígida e fria que ele teve”, acrescentou a especialista.  

Outro desafio é para os pais que têm a postura oposta à rigidez. Eles precisam aprender a dizer “não” aos filhos. “Quando o pai diz não, o filho vai reclamar, mas a sensação que ele tem é que está sendo amado. Os filhos que não têm essa disciplina têm a sensação de que está sendo negligenciado”, disse Tiara, explicando que as crianças, em geral, interpretam o “não” como demonstração de afeto, diferente da percepção dos adultos, que associam isso à falta de amor.

Comentários

Leia também