Programa De Olho na Cidade

18/05/2017 - 17:20

Fim de carreira para Temer e Aécio

Jorge Biancchi

A delação da JBS é a mais dura em três anos da operação Lava Jato. Merece esse título, em grande parte, devido a tudo que está sendo divulgado nas últimas horas pela grande mídia.

O presidente Michel Temer é acusado de comprar o silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, que está preso em Curitiba. Esse silêncio foi comprado por R$ 500 mil por semana. O montante prometido foi de R$ 480 milhões.

Temer acertou com um dos donos da JBS, Joesley Batista, que o grupo empresarial pagaria R$ 500 mil por semana pelo silêncio do ex-presidente da Câmara.

Já o presidente do PSDB, Aécio Neves, está sendo acusado de pedir R$ 2 milhões para pagar os custos dos advogados que estão trabalhando para ele na operação Lava Jato.

As cenas que estão sendo divulgadas são muito comprometedoras: fotos dos representantes de Michel Temer e Aécio Neves recebendo dinheiro. São fotos feitas pela Polícia Federal com autorização do Ministério Público Federal.

É uma situação irreversível para Michel Temer e Aécio Neves. Só não sabemos como será o desfecho para Temer. Se ele renunciasse seria um gesto de grandeza. O país agradeceria. Se resolver ficar no poder, teremos um processo mais longo ou ele poderá ser cassado pelo TSE diante da acusação de abuso do poder econômico da chapa Dilma-Temer. Há ainda a possibilidade de impeachment. Para o país, a melhor opção seria a renúncia. O país se livraria de um presidente que não tem moral nenhuma para continuar à frente do país.

Esperamos que a população tenha maturidade para entender o que está acontecendo. Estamos pagando um preço alto, mas não se trata de um BA VI político em que cada cidadão defende aquele grupo com o qual é simpático. Temos que defender agora uma punição rigorosa para todos os corruptos, seja ele de partido A ou partido B, para que o país possa seguir em frente, livre daqueles que têm retirado a possibilidade do Brasil ser um país melhor para todos.                           


 

Comentários

Leia também