Programa De Olho na Cidade

14/04/2017 - 08:01

Emilly é a campeã do BBB17 com 58% dos votos e fatura R$ 1,5 milhão

Famosos
Emilly é a campeã do BBB17 com 58% dos votos e fatura R$ 1,5 milhão
A gaúcha Emilly Araújo, 20 anos, foi a campeã do Big Brother Brasil 17 em final nesta quinta-feira (13), derrotando as concorrentes Vivian Amorim (41%) e Ieda Wobeto (1%), que ficaram respectivamente com a segunda e a terceira colocação. Com o resultado, Emilly fatura o prêmio de R$ 1,5 milhão e se torna a sétima mulher a ser campeã do reality show. Foram 142 milhões de voto, a segunda maior votação da história do programa e recorde desta edição.
 
O apresentador Tiago Leifert comparou Emilly a um X-men que acaba de descobrir uma habilidade. "Tem aquele poder todo, mas não sabe usar. Tem alguma coisa em você, que é difícil explicar. Alguma coisa poderosa, que incomoda muita gente. Você tem uma garra, um foco, uma força, uma raça. Você é corajosa, ousada. Você mostrou tudo que você tem. A gente conheceu a Emilly inteirinha. Se você vencer hoje vai ser a vitória do coração", disse o apresentador, pouco antes de anunciar o resultado.
 
Emilly foi um dos destaques da edição - formou trio com Marcos e Ilmar, casal com o médico, esteve em cinco paredões e dominava os papos dos concorrentes dentro da casa. Sua personalidade repleta de auto estima, beirando a arrogância, e o que muitos classificavam de imaturidade atraiu desafetos dentro do programa, mas fora da casa os fãs enxergavam uma jovem determinada - venceu lideranças em momentos vitais e defendia seu ponto de vista sempre com tenacidade. Falar de BBB17 sem falar de Emilly seria impossível. 
 
Se tornou favorita, mas viu esse favoritismo ficar a perigo na reta final, em meio a brigas com o aliado Ilmar e depois ao protagonizar - como vítima - uma cena de agressão com Marcos, seu affair na casa, que acabou expulso. As enquetes mostravam uma disputa acirrada com Vivian, algo diferente do que vimos até aqui - ela conseguiu superar os paredões com relativa tranquilidade. Mas, se conquistou uma grande torcida, também atraiu um grupo imenso de "odiadores". Nesta quinta, os primeiros voltaram a superar os últimos. 
 
Edição
 
Estreia do apresentador Tiago Leifert, após anos de Pedro Bial, a atual edição foi marcada por alguns romances, brigas e um início morno. Na reta final, o clima ficou mais pesado, culminando com a expulsão de Marcos por agressão a Emilly. A polícia voltou a visitar a casa do BBB17 depois das cenas de uma briga do casal repercutirem na internet.
 
O programa esse ano começou apenas com quatro participantes - os irmãos gêmeos Manoel e Antônio e as gêmeas Emilly e Mayla. Um dos primeiros twists do jogo foi a votação para eliminar um dos irmãos de cada casal - sobreviveram Manoel e Emilly. Eliminado cedo, Antônio ainda teve tempo de ter um romance rápido com Mayara. Manoel e Vivian fizeram outro casal. Posteriormente, após a eliminação de Manoel, os gêmeos ainda foram enviados para uma participação no Gran Hermano, na Espanha. 
 
Já no BBB17, Emilly acabou se envolvendo com Marcos, após dizer por muito tempo que não o faria. Com o início do romance, ela se afastou da amiga Roberta e logo virou alvo na casa por conta de alguns de seus comportamentos. 
 
Mesmo assim, a gaúcha ia e voltava dos paredões, mostrando seu fortalecimento no jogo. Dentro da casa, a divisão continuava e atingiu ápice quando a produção construiu um muro, dividindo os brothers no lado "mexicano" e no lado "americano". Coube a Emilly escolher, após ser votada pela casa para ser eliminada em uma pegadinha da produção, quem ficaria com ela no lado mexicano. Ela optou por Marcos, Ilmar, Daniel e Marinalva. 
 
Os desafetos da sister saiam um após o outro. Acabou brigando com um dos seus aliados, Ilmar, que saiu da casa em paredão com Marcos. Depois, foi a vez do médico sair, já na reta final, expulso. 
 
As informações são do Correio.

Comentários

Leia também