Programa De Olho na Cidade

07/04/2017 - 13:49

Novas regras do cartão de crédito: consumidores devem tomar cuidado, diz advogado

Economia

Lorena Souza

Desde o dia 3 de abril, o cartão de crédito passou a ter novas regras para reduzir a inadimplência e evitar o superendividamento. Na prática, o consumidor não vai mais ficar preso ao rotativo do cartão, popularmente conhecido como pagamento mínimo da fatura. Sempre que o consumidor entrar no crédito rotativo, depois de 30 dias o banco terá de oferecer ao cliente um parcelamento do saldo devedor. O consumidor também fica com a opção de, depois desse prazo, fazer o pagamento à vista. Caso ele não escolha nenhuma das duas alternativas, ficará inadimplente.

Para o advogado Magno Felzemburgh, que atua em Feira de Santana, “os juros permanecem, mas melhorou, pois no primeiro mês o consumidor pode pagar o valor mínimo. Sobre o saldo devedor serão cobrados os encargos, porém na próxima fatura o titular do cartão não poderá mais pagar o mínimo. Ou paga tudo ou negocia o débito parcelado - e aí é onde tá o ganho para o consumidor, com juros mais baixos”, explicou.

Magno alerta que o consumidor precisa usar da inteligência para negociar e buscar uma taxa menor de juros. Os juros do parcelamento do débito era de 12% a 15% e foi para 6% a 8%. Para Magno, os bancos não preparam os consumidores para esta nova realidade, o que acabou gerando dúvidas para os usuários de cartão.
 

Comentários

Leia também